#
você está lendo...
Notícias

CÁRITAS BRASILEIRA DISSEMINA METODOLOGIA DE FUNDO SOLIDÁRIOS NAS COMUNIDADES DE CAMETÁ

Foram realizadas pela Cáritas Brasileira, no período de 28/03 a 01/04 formações sobre a metodologia de fundos solidários nas comunidades Sulapinho, Vila Bergue, Bucubarana, Inacha, São Francisco e Santa Maria do município de Cametá.

“A ideia é que as comunidades utilizem essa metodologia para fortalecer os próprios projetos, na perspectiva de trazer melhorarias para a comunidade”, explicou Lindomar Silva, secretário executivo da Cáritas Regional Norte 2 e um dos facilitadores das formações.

Maria do Socorro, 46 anos, uma das participantes das formações, acredita que a proposta da metodologia, se aplicada corretamente, tal qual foi orientado, dará melhores condições à prática de economia popular solidária nas quais as comunidades se envolvem. “Eu acredito que possa dar certo. Basta a gente fazer o que está na teoria virar prática”, argumentou.

Os encontros foram realizados nas próprias comunidades, onde foi abordado o que vem a ser economia popular solidária. Em seguida foram feitas partilhas e reflexões coletivas, apresentações de dois vídeos: o dos Conceitos de Economia Solidária e o Cordel de Fundos e como a comunidade pode utilizar ferramentas das quais dispõem para ampliar e melhorar os trabalhos que já desempenham.

Ao final do encontro, as comunidades se comprometeram em refletir sobre a dinâmica dos fundos solidários e como relacioná-los com projetos e ações desenvolvidas pelas próprias. Também foi acordado que deveria haver busca por diálogos com entidades parceiras para debater e fortalecer a incidência da comunidade junto ao poder público.

A Cáritas da Prelazia de Cametá comprometeu-se em criar um momento junto ao poder público para cobrar a manutenção da Lei Federal 11.947, que obriga as prefeituras a comprar 30% da agricultura familiar para merenda escolar. “Recebemos denúncias de que muitas escolas das comunidades as crianças vão para casa mais cedo por falta de merenda na escola, sendo que as próprias comunidades produzem alimento”, denunciou Lindomar Silva.

Por ERALDO PAULINO, assessor de comunicação da Cáritas Norte 2

Anúncios

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Notícias

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 20 outros seguidores

@Fundossolidario

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Total de visitantes

  • 14,837 visitas

Calendário

abril 2012
D S T Q Q S S
« mar   maio »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  
%d blogueiros gostam disto: